Dicas especiais para gestão de tempo – Palestra com Ricardo Zaniboni

     No sábado (dia 16) eu participei do FETI (Festival da Tecnologia da Informação) no Senac da minha cidade e tive a oportunidade de assistir gratuitamente a uma palestra do Ricardo Zaniboni, CEO da TOTVS Sul de Minas. A TOTVS é uma empresa brasileira gigantesca, a maior da América Latina em solução para Softwares e a 6ª maior do mundo. Em 2013 o faturamento líquido da empresa foi de 1,6 bilhão e está em pleno crescimento. Ricardo falou muito sobre relações humanas, foco e como organizar suas atividades. 
Ricardo Zaniboni
  Antes de entrar no tema principal da palestra, Zaniboni tirou boa parte de seu tempo para falar das relações humanas. Fez questão de começar e terminar sua palestra assim. “Quem faz a diferença não é a tecnologia e sim as pessoas”, disse o executivo. Também se mostrou extremamente irritado com alguns costumes modernos da sociedade atual como o uso de celular o dia inteiro (até sentado à mesa para comer) e deixar de olhar para o ser humano como pessoa, fazendo o mundo se encher cada vez mais de pessoas frias. Por fim, deixou a sugestão de sermos mais humanos e gentis em coisas simples do dia-dia pois isso faria a diferença.
     Ao entrar no tema da palestra, todos esperavam uma chuva de informações tecnológicas para gerir o tempo. Uma palestra do diretor executivo de uma empresa de tecnologia, numa feira tecnológica era de se esperar que a palestra incluiria, e muito, isso. Mas, ao contrário, nos mostrou por A + B que a tecnologia em excesso poderia, na verdade, disperdiçar nosso tempo. Por exemplo, ao falar do problema de Déficit de Atenção, quase todos na sala se identificaram, inclusive eu. E um dos grandes vilões desse problema é a quantidade de informações que nosso cérebro tem de processar o tempo todo. Para melhorar neste aspecto, Zaniboni deu a dica de termos horários para ver o email, checar as redes sociais, atender ao telefone, etc e não ficar atento a tudo ao mesmo tempo.
     Ricardo destacou que não podemos controlar o tempo, somente nossas atividades e portanto, o ideal é equilibrar tempo versus atividades. Qualquer 1 dos 2 em excessos será prejudicial. Mostrou a importância da organização do espaço, delegar tarefas e marcar as coisas por ordem de importância. Neste último ponto nos passou um teste, onde mostrou que muitas pessoas estão focadas em fazer somente o que é urgente e não dão atenção ao importante, ou seja, metas a longo prazo que mudarão suas vidas. “Devemos ter metas e ser guiados por ela, como se estas fossem o norte de nossa bússula” ressaltou Zaniboni.
TEMPO É PRIORIDADE
       Um dos pontos altos da palestra para mim foi quando Zaniboni mostrou que ter tempo é uma questão de prioridades. Certa vez um cliente ligou para ele cobrando o porque ele não havia feito certa coisa que ele havia prometido fazer. Ao responder que estava enrolado com muitas projetos e acabou não tendo tempo, o cliente respondeu: “É Ricardo … tempo é uma questão do que você acha importante.” Zaniboni disse que a reação inicial foi xingar o cara pois a sensação foi de ter levado um tapa, mas, ao refletir por cerca de 2 segundos, acabou foi agradecendo. A partir daquele momento, começou a criar métodos para gerir melhor seu tempo. Aquele momento me fez pensar que a diferença entre um grande homem e um homem medíocre está na sua capacidade de falar a verdade para si mesmo, reconhecer seus erros e mudar o que está errado, em vez de dar desculpas. Que lição!
Albert Einstein

“Falta de tempo é desculpa daqueles que perdem tempo por falta de métodos!” Albert Einstein

     Por horas o palestrante mostrou suas próprias dificuldades, superadas ou não, de aplicar corretamente os métodos demonstrados. E isso contou ponto a favor dele pois fazia com que todos se identificassem. O palestrante não deixava o clima monótono se instaurar pela qualidade da apresentação e também pelas brincadeiras, testes e ‘causos’ que contava em meio a ela. A palestra foi, de fato, sensacional e valeu muito a pena ter ido. Ao final, formou-se uma roda em torno do palestrante que tirava as dúvidas de cada um pacientemente e, claro, eu estava no meio.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *